24 de jul de 2010

MÁQUINAS DE CARTÃO DE CRÉDITO JÁ SAEM DE GRAÇA

portal Monitor Mercantil 18/06/2010
O valor do aluguel das máquinas de cartão de crédito tende a chegar a zero nos primeiros meses após a nova regra que acaba com a exclusividade das credenciadoras em relação às bandeiras, acredita o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Roque Pellizzaro Júnior.

"A função da credenciadora não é ganhar com isso. A locação é uma atividade-meio e não a atividade-fim", disse. "A notícia que a gente tem é que o Santander já está dando máquinas a custo zero para entrar no mercado." O Itaú também já oferece máquina sem custo.

O medo dos lojistas é a tentativa de fidelização das credenciadoras de cartões. Pellizzaro avaliou a prática como negativa. "Estamos alertando o lojista para não assinar fidelização, principalmente nesses primeiros 120 dias. É preciso brigar, barganhar, porque o preço vem para baixo", disse.

O Banco Central (BC), assim como faz com os bancos, também poderá ser o órgão responsável em fiscalizar as operadoras de cartões de crédito. O setor, hoje, não tem nenhum tipo de regra. As empresas cobram as taxas do cliente, sem nenhuma norma e padronização. O Ministério da Justiça deve enviar ao Congresso um projeto de lei dando ao Conselho Monetário Nacional (CMN) a prerrogativa de criar normas para a indústria de cartões. Para tanto, o BC e os ministérios da Justiça e da Fazenda já prepararam um diagnóstico profundo do setor. Os órgãos acreditam que a indústria de cartões é muito concentrada, desfavorecendo a concorrência tanto para lojistas quanto para consumidores finais. A consequência disso é o aumento nos preços e também nos custos dos negócios.

Um comentário:

Anônimo disse...

tenho a maquina da redecard e è um absurdo as taxas que eles me cobram estou trabalhando para pagar o aluguel da maquina mais a porcentagem que eles me cobram por vendas fujam da redecard isso é um roubo Douglas Marques Graldo.